Câmara Municipal rejeita projetos enviados pela Prefeitura de Caruaru


Ao todo, seis dos 12 projetos foram reprovados. (Imagem: Victor Vargas/ASCOM)

A Câmara de Vereadores de Caruaru rejeitou, em reunião extraordinária nesta quinta-feira (21), seis dos 12 projetos enviados pelo Executivo Municipal. Entre os textos que não foram aprovados, está o que previa empréstimo de R$ 83 milhões junto à Caixa Econômica Federal para investimentos em obras de infraestrutura.

Ao todo, foram treze votos contrários (vereadores Alberes Lopes, Daniel Finizola, Galego de Lajes, Marcelo Gomes, Cecílio Pedro, Edjailson da Caru Forró, Ranilson Enfermeiro, Rozael do Divinópolis, Sérgio Siqueira e Tafarel) e dez a favor (Allysson da Farmácia, Bruno Lambreta, Duda do Vassoural, Edmilson do Salgado, Fagner Fernandes, Heleno Oscar, Ítalo Henrique, Leonardo Chaves, Lula Tôrres, Presbítero Andrey, Pierson Leite, Ricardo Liberato e Zezé Parteira). Para ser aprovada, a matéria precisava de 16 votos favoráveis.

Além disso, também foram reprovados os projetos de parcelamento de obrigação previdenciária do CaruaruPrev, do plano de custeio referente ao regime, de autorização da contratação de financiamento do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT), do programa de Educação Integral e de normas para urbanização de logradouros por ação conjunta do município.

Na mesma sessão, foram aprovadas as matérias de Registro de Patrimônio Vivo de Caruaru, o Termo de Liquidação de Dívida de pequenos agricultores, a regularização de edificações que não se enquadram na Lei sobre o Plano Diretor e Código de Urbanismos, Obras e Posturas e a isenção do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU) para as residências do Programa Minha Casa Minha Vida 1.

A Prefeitura de Caruaru não se pronunciou sobre a votação.