Deputado caracteriza atividades realizadas em escola de Caruaru como “pornográficas”


As críticas foram feitas pelo deputado Adalto Santos (PSB). (Imagem: Alepe/Roberto Soares)

Para o deputado Adalto Santos (PSB), estudantes da Escola de Referência Arnaldo Assunção, em Caruaru, foram expostos a “pornografias e situações que agridem os valores morais”. As críticas do parlamentar foram feitas durante o Pequeno Expediente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

“Em uma dinâmica realizada na ocasião, os alunos se apresentavam e eram tocados em uma parte do corpo e, em seguida, eram questionados se sentiam o desejo de tocar em alguma outra parte íntima”, afirmou. O deputado também apresentou a foto de um quadro negro em que teriam sido escritos diversos sinônimos de pênis, ânus e vagina por alunos que participavam do encontro.

As atividades faziam parte de um evento do projeto Semear, iniciativa da Secretaria de Educação. “Eu entendo que o aluno vai para a sala de aula para aprender bons costumes e ser um cidadão, não para esse tipo de coisa”, defendeu.

Segundo o deputado, a continuidade de projetos como esse prejudicam as famílias.