Ministério Público instaura inquérito civil para investigar Prefeitura de Caruaru


O texto é relacionado a contratações que aconteceram durante o período do São João. (Imagem: Stephanie D’ávila/Rádio Cultura do Nordeste)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou, nesta semana, um inquérito civil para investigar supostas irregularidades na locação de veículos, nomeação de cargos comissionados e aquisição de bebidas para o camarote da Prefeitura no São João de Caruaru 2017. O texto foi assinado pelo Promotor de Justiça Marcus Tieppo.

De acordo com a publicação, o ofício 080/2017 do Detran indica que diversos veículos contratados pelo município estão irregulares, não estando licenciados e possuindo, inclusive, restrição de imediato recolhimento. Além disso, o documento aponta que a locação de 15

veículos tipo caçamba e a contratação de 45 funcionários teriam custado R$ 1,17 milhão ao Executivo Municipal.

Em nota, a Prefeitura afirmou que “repudia com veemência a denúncia anônima feita ao Ministério Público, de conteúdo eleitoreiro, com único propósito de atingir a atual e inovadora gestão do Município” e que “a transparência permeia todos os atos praticados pela atual gestão”.

O texto do Ministério Público solicita que as empresas relacionadas ao caso enviem documentos comprobatórios para que sejam publicados no Diário Oficial.