Ministério Público investiga irregularidades na Prefeitura de Caruaru


As investigações são referentes a contratações temporárias. (Imagem: Divulgação)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou dois inquéritos civis para investigar supostas irregularidades nas contratações temporárias realizadas pela Prefeitura de Caruaru. As ações são referentes a contratos nas Secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão, Fazenda e Administração e Controladoria Geral.

O primeiro inquérito investiga a ilegalidade do prazo de validade do certame e o aproveitamento dos participantes que, inicialmente, não foram classificados. De acordo com o MPPE, houve uma afronta à recomendação 002/2017, que determinava o estabelecimento do Conselho de Direitos da Pessoa Idosa.

O segundo visa investigar supostas irregularidades no processo de contratação temporária de profissionais para a Secretaria da Fazenda. De acordo com o MPPE, o edital n° 007/2017 apresenta ilegalidade quanto ao prazo de validade do certame e o aproveitamento dos inicialmente não classificados.

Os dois inquéritos foram instaurados pelo promotor do Ministério Público de Pernambuco, Marcos Tieppo, e publicados no Diário Oficial do Estado.