MPPE instaura inquérito que investiga matadouro público de Caruaru


A prefeitura de Caruaru tem até 30 dias para corrigir os problemas. (Imagem: Divulgação)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) prorrogou, nesta quarta-feira (29), um inquérito que investiga problemas estruturais no matadouro público de Caruaru. A deliberação conclui que é necessário mais aprofundamento nas investigações para resolver as demandas ambientais e efetiva fiscalização para que o lugar seja regularizado. O novo prazo  para a Prefeitura de Caruaru corrigir os problemas estruturais é de até 30 dias.

Dentre as irregularidades encontradas pelo Ministério Público de Pernambuco da comarca de Caruaru,  refere-se aos currais, à sala de matança, à falta de higienização, ao insuficiente abastecimento de água e à falta de tratamento de efluentes e resíduos que provoquem poluição ambiental. Além disso, o inquérito alega o risco de saúde à população próxima ao local em decorrência das atividades exercidas no Matadouro. 

Por Daniel Nascimento – 01/10/2021