Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco desaprova contas do PMDB e do PCdoB


Em ambos os casos, a decisão foi unânime. (Imagem: Reprodução/Google Maps)

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) desaprovou as contas do diretório regional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Em ambos os casos, a decisão pela desaprovação das contas foi unânime.

O PMDB terá de devolver R$ 420.154,82 aos cofres públicos e ficará sem receber recursos do fundo partidário durante o período de três meses. Por sua vez, o PCdoB terá que fazer a devolução de R$ 9.700,00. Os diretórios informaram que vão recorrer da decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

De acordo com o relatório da desembargadora eleitoral Erika de Barros Lima Ferraz, as contas relativas ao exercício de 2014 apresentadas pelo PCdoB continham recursos sem comprovação ou aplicados irregularmente.

Na ocasião, o TRE-PE aprovou, com ressalvas, as contas do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) e Partido Progressista (PP) de Goiana.