Pernambuco lança 19º concurso do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco 

Inscrições vão acontecer em março, por meio da plataforma Mapa Cultural de Pernambuco (Imagem: Divulgação)
Inscrições vão acontecer em março, por meio da plataforma Mapa Cultural de Pernambuco (Imagem: Divulgação)
Inscrições vão acontecer em março, por meio da plataforma Mapa Cultural de Pernambuco (Imagem: Divulgação)

A Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) publicaram nesta terça-feira (16) o edital do 19º Concurso de Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco (RPV-PE). As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela plataforma Mapa Cultural de Pernambuco, no período de 1º de março até as 17h do dia 27 do mesmo mês deste ano.  O objetivo do concurso é reconhecer e apoiar mestres, mestras e grupos da cultura tradicional e popular do Estado. De acordo com a Fundarpe, os dez novos Patrimônios Vivos de Pernambuco registrados receberão bolsas de auxílio financeiro destinadas à manutenção de suas atividades culturais. Os valores são previstos em lei e atualizados anualmente com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), sendo R$ 1.600 (corrigidos atualmente para R$ 2.162) para pessoa física e R$ 3.200 (corrigidos atualmente para R$ 4.324,03) para pessoa jurídica.

Segundo o edital, as inscrições são realizadas exclusivamente por meio do Mapa Cultural de Pernambuco, sendo necessário o cadastro de um agente individual que realiza o preenchimento do formulário eletrônico com a indicação da candidatura. Podem concorrer mestres, mestras e grupos da cultura tradicional e popular de Pernambuco que atuem e que residam no Estado há 20 anos ou mais, contados a partir da data do pedido de inscrição no Registro, capazes de transmitir seus conhecimentos, valores, técnicas e habilidades, objetivando a proteção e a difusão da cultura tradicional ou popular pernambucana, com prioridade para os artistas, criadores, personagens, símbolos e expressões ameaçados de desaparecimento ou extinção, pela falta de apoio material ou incentivo financeiro por parte do poder público ou da iniciativa privada. 

Desde a realização da primeira edição do concurso, em 2005, foram registrados 95 Patrimônios Vivos, sendo 38 grupos culturais e 57 mestres e mestras de todas as regiões do Estado. Mais informações sobre os Patrimônios Vivos de Pernambuco podem ser encontradas no site da Fundação ou pelo e-mail: patrimoniovivope@gmail.com; e pelos telefones: (81) 3184-3061 e 3184-3060.

Por Maria Eduarda Rodrigues

Compartilhe

Destaques

Veja Mais