Deputado critica falta de recursos para conclusão da Adutora do Agreste


O deputado Diogo Moraes alertou para a possibilidade das obras serem paralisadas. (Imagem: Reprodução)

O primeiro secretário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Diogo Moraes (PSB), utilizou o plenário da Casa para debater sobre o atraso nas obras da Adutora do Agreste. De acordo com o parlamentar, o repasse de R$ 68,2 milhões de reais liberado pelo Governo Federal será suficiente apenas para manter o ritmo lento das obras e pagar as dívidas já existentes.

Além disso, o deputado destacou, em seu discurso, a importância da adutora para o Estado, afirmando que o empreendimento é essencial para levar dignidade e qualidade de vida para os pernambucanos que serão atendidos pela iniciativa.

Para Moraes, é preciso que se tome uma providência urgente ou os trabalhos poderão parar. O parlamentar criticou, ainda, a “falta de atuação” dos ministros pernambucanos que integram a gestão federal, defendendo que é preciso que os representantes de Pernambuco na União “se esforcem mais” para garantir que as obras sejam concluídas.