Academias de musculação deverão ter profissional de Educação Física registrado


Atualmente, o Conselho já faz esse tipo de fiscalização. (Imagem: Freepik)

A Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou, nesta quarta-feira (15), o projeto de lei que torna obrigatória a presença de profissionais de Educação Física devidamente registrados no conselho regional de classe em academias de musculação.

A proposta, de autoria do deputado Wanderson Florêncio (PSC), determina que os estabelecimentos deverão manter os trabalhadores registrados no Conselho de Educação Física de Pernambuco em tempo integral, sendo um deles o responsável técnico. Atualmente, o Conselho já faz esse tipo de fiscalização. 

Por Sarah Rêgo – 16/12/2021