No Mesa Redonda, deputado José Queiroz chama gestão Raquel Lyra de “gato por lebre”


A Vereadora Pérpetua Dantas (PSDB) também participou do programa, e apontou o motivo da saída do grupo apoiado pela gestora municipal. (Foto: Rádio Cultura do Nordeste)

Em entrevista ao programa “Mesa Redonda” desta sexta-feira (10), apresentado pelo jornalista César Lucena, o ex-prefeito de Caruaru e deputado estadual José Queiroz (PDT) falou sobre diversos assuntos, entre eles a política no âmbito municipal, estadual e nacional.

Queiroz negou a possibilidade de ocupar uma vaga na chapa majoritária nas eleições de 2022, e disse que vai ter dobradinha entre pai e filho mais uma vez, com ele concorrendo a reeleição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e Wolney Queiroz (PDT) a reeleição na Câmara dos Deputados.

O deputado também disse que vê o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, com mais força política que a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), para concorrer ao Governo de Pernambuco pela oposição. Já pela candidatura por parte da situação, Queiroz vê o ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), como o melhor nome para suceder o cargo ocupado por Paulo Câmara (PSB).

No campo nacional, José Queiroz afirmou que tem lado, e que concorda com ideais do vice-presidente de seu partido, Ciro Gomes (PDT), e com o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Perguntado sobre as atuais atitudes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Queiroz afirmou que o mesmo propaga ódio e desunião.

No âmbito municipal, o entrevistado denominou a gestão da prefeita Raquel Lyra (PSDB) de “gato por lebre”, e disse que seu maior sonho é ver o seu filho, Wolney Queiroz, se tornar prefeito de Caruaru.

O programa também contou com a participação da vereadora Perpétua Dantas (PSDB). Perguntada pelo real motivo que a levou a deixar o grupo de apoio a atual prefeita, Perpétua afirmou que Raquel “sufocou” seus projetos e pautas na Câmara de Vereadores de Caruaru, motivando assim a sua saída da situação. No programa, a vereadora disse que bateu o martelo e vai apoiar Queiroz e Wolney em 2022.

A entrevista está disponível na íntegra nas plataformas digitais da Rádio Cultura do Nordeste, e será reprisada no próximo domingo (12), ás 15h, na Cultura FM 96,5.


Por Fagner Andrade – 10.09.2021