Atletas do Central voltam a entrar em greve em protesto contra salários atrasados


Caso paralisação permaneça, Patativa poderá ter que ir a campo com a equipe sub-20. (Imagem: Divulgação/Central)

Os problemas extracampo voltaram a tumultuar o ambiente no Lacerdão às vésperas da partida contra o ABC-RN no próximo domingo (8). Pela segunda vez em um mês, atletas do Central iniciaram uma greve devido ao atraso dos salários referentes ao mês de setembro. Na primeira, os atletas receberam os salários de agosto dias antes da vitória sobre o Coruripe-AL.

Após uma reunião com o diretor financeiro e administrativo, Rosimael Losasi, os jogadores alvinegros decidiram suspender as atividades do decorrer da semana e não entrarem em campo diante da equipe potiguar, pela 11ª rodada da Série D. Caso a paralisação continue, a Patativa terá que ir a campo com a equipe sub-20.

Por meio de nota, o Central informou que “entende a entende a reivindicação dos jogadores e ratifica que está buscando recursos para equilibrar a condição financeira e arcar com os pagamentos da comissão técnica, atletas e funcionários do clube”.

Confira a nota na íntegra:

Na manhã desta quinta-feira (05), ocorreu uma reunião entre o diretor financeiro e administrativo, Rosimael Losasi, e os atletas do clube. Na pauta, a atual situação salarial do Alvinegro Caruaruense.

Alguns atletas comunicaram através da fala, ratificada pelos presentes, que não entrariam em campo no próximo domingo para jogo com o ABC como também não realizariam os treinamentos da semana, o que compete a cada profissional.

A direção do Central Sport Club tem um planejamento, entende a reivindicação dos jogadores e ratifica que está buscando recursos para equilibrar a condição financeira e arcar com os pagamentos da comissão técnica, atletas e funcionários do clube. A direção também comunica que a equipe estará em campo para cumprir os seus jogos pela série D.

Por Patriota Jr – 05/11/2020