Campanha “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” tem início em Caruaru


Programação também comemora o Dia da Consciência Negra e o Dia Laranja. (Imagem: Divulgação)

Tem início nesta sexta-feira (20), em Caruaru, a campanha “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, que será vivenciada até o dia 10 de dezembro, data que também se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Essa ação segue a campanha global “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” que, no Brasil, aumentam 5 dias, pois se inicia no Dia da Consciência Negra.

A mobilização acontece no mundo inteiro e é apoiada pela campanha do Secretário-geral da ONU, António Guterres, “Una-se pelo Fim da Violência contra as Mulheres”. A ação tem o objetivo de sensibilizar e estimular o ativismo, além de compartilhar conhecimento, prevenir e eliminar a violência contra as mulheres e meninas de todo o mundo. A programação é vasta e pode ser conferida através do link.

Na ocasião também serão celebrados o Dia Laranja, que foi proclamado pela Organização das Nações Unidas o dia 25 de cada mês, como momento de aumentar a conscientização e as ações para o fim da violência contra mulheres e meninas, e o Dia da Consciência Negra (20).

Para a secretária de Políticas para Mulheres de Caruaru, Juliana Gouveia, os dados de violência contra a mulher, no município, são altos e é por isso que a prefeitura tem intensificado os serviços de apoio às vítimas. “Nós ampliamos a assistência às vítimas, por meio do acolhimento e das ações preventivas. Só este ano, o Centro de Referência da Mulher teve equipe técnica reforçada, garantido o acolhimento e atendimentos jurídico e psicossocial. Foram mais de 1600 atendimentos até outubro passado, quase o dobro do mesmo período de 2019”, afirmou.

Para chegar até as vítimas, o Centro de Referência da Mulher (CRM) passou a atender também de forma remota, por meio de chamada de vídeo e pelo WhatsApp, além de manter o atendimento presencial, mesmo durante a pandemia. O CRM funciona na Rua Gouveia de Barros, 02 – Maurício de Nassau, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Para mais informações, basta ligar para o telefone: 81 – 98384 4310 (WhatsApp) e 3721 0499. A vítima também pode acionar a Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal, através do telefone: 81 – 98384 3226 (WhatsApp).

Por Patriota Jr – 20/11/2020